Montes e Vales

A geografia do Concelho de Vila Nova de Foz Côa é rica porque é muito variada. Há quem a compare a um livro que se abre e que nos oferece, em cada página, em crescente surpresa, um novo motivo de interesse. Na verdade, os montes e os vales que constituem as suas lindíssimas paisagens proporcionam panoramas verdadeiramente indescritíveis.

 

 

Resulta esta interessante morfologia do facto de as terras fozcoenses se circunscreverem ou serem atravessadas por cursos de água que lhes emprestam belezas sem par. Se os contarmos, os seus canados atingem números altos; são várias as ribeiras que lhe serpenteiam as localidades, como a Ribeira Teja, a Ribeira dos Piscos ou a Ribeira de Aguiar, e enamoram-se das suas alturas arredondadas, o Massueime, o Côa e o Douro, qualquer deles entremeando o seu próprio espanto com os mais irresistíveis meios de sedução, que provêm dos seus encantos.

 

Foi a doçura do clima e tais belezas que retiveram por muito tempo, nestas paragens, os homens do Paleolítico Superior, que não desdenharam assinalar as suas vivências nas pedras xistosas das fecundas margens ribeirinhas, que hoje mostram o seu valor como Património Cultural da Humanidade.