Amendoeiras

 

O Concelho de Vila Nova de Foz Côa reivindica muito justamente o título de "Capital da Amendoeira". Possui a maior densidade de amendoeiras em toda a sua área (106.000 árvores em 38.000 hectares). E, para além disso ou talvez por consequência disso, em todas as 14 freguesias que constituem o Município se pode admirar a extraordinária beleza das amendoeiras em flor.

 

 

O espectáculo da floração da amendoeira tem início normalmente na segunda semana de Fevereiro e prossegue até aos primeiros dias de Março, prenunciando a Primavera nas terras quentes do Alto-Douro. Nessa altura, toda esta região faz lembrar uma noiva que se vestisse de branco e rosa, tal a espantosa beleza que transfigurou estes montes e vales.

 

Com a Natureza em festa, todo o Concelho se movimenta na famosa Quinzena das Amendoeiras em Flor, sobretudo nos três fins de semana que a integram. Costuma ser muito movimentada a Feira Franca (no 1º Domingo de Março) e regista inusitada animação o Cortejo Alegórico, que inclui habitualmente cerca de 50 carros, percorrendo, sob a animação de fanfarras e bandas musicais, as principais artérias da cidade.

 

É em Vila Nova de Foz Côa, no Largo do Tablado e na Feira de S. Miguel (em 29 de Setembro), que funciona a "Bolsa da Amêndoa", onde se formam os preços (com ou sem casca) que vigoram em todo o País e chegam a influenciar os mercados mediterrânicos

 

Do ponto de vista económico, a cultura da amêndoa não está a compensar o lavrador do Alto-Douro, que sente a competição da produção industrializada da Califórnia, registada em meses diferentes. O desânimo do produtor acarreta, por sua vez, a diminuição do número de amendoeiras, cuja menor densidade se vai notando de ano para ano em toda a região.