Vila Nova de Foz Côa recebe a 8ª bandeira consecutiva

O Município de Vila Nova de Foz Côa recebeu, pelo oitavo ano consecutivo, o Prémio de Autarquia Mais Familiarmente Responsável, distinção atribuída pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR).
 
Decorreu, no dia 26 de novembro, em Coimbra, no auditório da OAFR, mais uma Cerimonia de entrega de prémios ás autarquias + familiarmente responsáveis. A sessão de abertura esteve a cargo do presidente da direção da APFN, Dr. Rafael Lucas Pires, cooptado pelo Sr. Presidente da Fundação Millennium BCP, Embaixador António Monteiro e pelo representante da OAFR, Dra. Rosário Carneiro.
 
Foram 60 os municípios distinguidos com uma bandeira com palma (mais de 3 anos consecutivos). A sessão de encerramento ficou a cargo do Sr. secretario de estado da descentralização e da administração local (Dr. Jorge botelho). O Sr. Vice-Presidente da Camara de Vila Nova de Foz Côa, recebeu das mãos Sr. Secretario de Estado da Descentralização e da Administração Local (Dr. Jorge Botelho a respetiva bandeira.
 
Relembramos que o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR) é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN), em parceira com Instituto da Segurança Social, que acompanha, reconhece e divulga a tomada de medidas facilitadoras da vida às famílias que vivem nas autarquias portuguesas.
 
Tendo como Mecenas a Fundação Millennium BCP, é o único Observatório que avalia políticas locais com total abrangência de áreas avaliadas e cobertura de todo o território nacional. O galardão de Autarquia Mais Familiarmente Responsável, foi entregue a Foz Côa, fruto de políticas municipais mais amigas das famílias que contribuem, efetivamente, para o aumento da qualidade de vida dos cidadãos. Recorde-se que o Observatório avalia 9 áreas de apoio às famílias do município: Apoio à maternidade e paternidade; Apoio às famílias com necessidades especiais; Serviços básicos; Educação e formação; Habitação e urbanismo; Transportes; Saúde; Cultura, desporto, lazer e tempo livre; Cooperação, relações institucionais e participação social; Outras Iniciativas. Também avalia medidas disponibilizadas aos trabalhadores das autarquias em termos de conciliação entre trabalho e família.